Sandra Loffreda
"Houve um tempo em que minha janela se abria
sobre uma cidade que parecia ser feita de giz.
Perto da janela havia um pequeno jardim quase seco.
Era uma época de estiagem, de terra esfarelada,
e o jardim parecia morto.
Mas todas as manhãs vinha um pobre com um balde,
e, em silêncio, ia atirando com a mão umas gotas de água sobre as plantas.
Não era uma rega: era uma espécie de aspersão ritual, para que o jardim não morresse.
E eu olhava para as plantas, para o homem, para as gotas de água que caíam de seus dedos magros e meu coração ficava completamente feliz.
Às vezes abro a janela e encontro o jasmineiro em flor.
Outras vezes encontro nuvens espessas.
Avisto crianças que vão para a escola.
Pardais que pulam pelo muro.
Gatos que abrem e fecham os olhos, sonhando com pardais.
Borboletas brancas, duas a duas, como refletidas no espelho do ar.
Marimbondos que sempre me parecem personagens de Lope de Vega.
Ás vezes, um galo canta.
Às vezes, um avião passa.
Tudo está certo, no seu lugar, cumprindo o seu destino.
E eu me sinto completamente feliz.
Mas, quando falo dessas pequenas felicidades certas,
que estão diante de cada janela, uns dizem que essas coisas não existem,
outros que só existem diante das minhas janelas, e outros,
finalmente, que é preciso aprender a olhar, para poder vê-las assim."

Cecília Meireles

Um início de semana abençoado para todos nós!
Bejoconas

11 Responses
  1. Sandra querida, adoro este texto, acho divino!
    Linda a janela!!!
    Beijossssssssss e uma linda semana pra ti
    Vero


  2. JOANA CAMPOS Says:

    OI SANDRÍSSIMA!
    Eu procuro enchergar a vida assim, sei que as vezes as pessoas me acham uma boba alegre, mas tudo bem.... xá pra lá...

    Quanto ao post debaixo sobre os cobertores, vc tem colcha de patchwork? que lindo, eu não tenho.... buáaa...

    Linda inciativa a sua...

    beijos


  3. oi Sandra
    para vc também querida.
    a Cecilia Meireles sabia das coisas né??
    querida que janelinha linda.
    hoje vc estava inspirada.
    obrigado pelo carinho de sempre.

    baci


  4. Anônimo Says:

    Para isso, as janelas devem estar abertas.

    Juntas e misturadas, sempre.


  5. Lindoooo, amei essa janela, e o poema beijão estalado de frio 5 graus huhuhu!!!!


  6. ANGELA Says:

    Amo Cecília Meireles, e as pinturas estão maravilhosas Sandra!Cheguei do trabalho agorinha e vim te visitar tava morrendo de saudades e você me presenteou coim poesia...É por essas e outras que amo blogar!Bjo no coração Angela.


  7. Regina Says:

    Olá Sandra, tudo bem?

    Que lindo poema. Obrigada por nos presentear neste
    domingo de frio, com palavras tão lindas de Cecilia Meireles.

    Agora todos os dias, quando abrirmos nossas janelas, lógico que vamos procurar ver melhor o
    que a natureza nos oferece, e também agradecer
    a Deus por tudo.

    um beijo carinhoso

    Regina Célia


  8. Lia Says:

    A Cecília é demais ... tanta delicadeza... boa semana!


  9. Lindo poema.
    Boa semana para voce. Beijo


  10. Assim, só podemos começar muito bem a semana.
    Obrigada pelas palavras minha querida.
    beijinhus no coração,
    Mayana


    baonilha.blogspot.com


  11. Eva Says:

    Oi amiga querida, passar aqui e ver tuas artes e sentir teu carinho e saber que também estás com frio heheheh, me dá vontade de dar aquele abraço de urso sabe? bem quentinho e te agradecer por todo calor e cor que preenches minha vida, uma semana começando com Cecilia Meireles e artes da Sandrinha, só pode ser ótima não é? beijo bem grande. adoro muito ser tua amiga e me orgulho disso!


Postar um comentário