Sandra Loffreda
"Ajuntei todas as pedras
Que vieram sobre mim
Levantei uma escada muito alta
E no ato subi
Teci um tapete floreado
E no sonho me perdi
Uma estrada,
Um leito,
Uma casa,
Um companheiro,
Tudo de pedra
Entre pedras
Cresceu a minha poesia
Minha vida...
Quebrando pedras
E plantando flores
Entre pedras que me esmagavam
Levantei a pedra rude dos meus versos"
 
Cora Coralina
 
 Praia dos pescadores, Itanhaém - Aquarela - 2012

Bejocas ensolaradas
10 Responses
  1. OI SANDRA.
    VENDO ESSAS PEDRAS,ME VEIO EM MENTE AQUELA MUSICA DE FAGNER QUE SE CHAMA PEDRAS QUE CANTAM.

    BACI


  2. Julia Says:

    obrigada sandra!
    era o que eu precisava agora.
    deus lhe pague! :)


  3. Quandeo leio Cora eu choro.
    Um beijo


  4. Hola amiga Sandra!

    Lindo texto!

    Deus nos conceda força para fazer-mos das pedras, travessia e pouso.

    Jacó fez uso de uma como travesseiro e sonhou com anjos.

    Parabéns pelo blog.
    Bjs.


  5. Que linda pintura! Parabéns... e junto com esses versos de Cora Coralina, ainda mais! Abs.


  6. Ives Says:

    As melhores poesias são vividas, entre as árvores! avraços


  7. Paula Kasas Says:

    Que lindo isso...
    Adorei passar por aqui.
    Bjus

    Paula Kasas
    Acabamentos e Complementos


  8. Eva Says:

    Oi minha flor de manteiga, eu amo teus comentários, adoçam minha vida, sinto-me sempre muito compreendida, tua sensibilidade atravessa espaços e enriquece muito o meu quando me deparo com esse post maravilhoso, tão certo e certeiro, sentei-me nas pedras e molhei os pés, fiquei leve, leve, obrigada Sandrinha por você ser assim... e me fazer tão bem! bjoooos e um findi prá lá de ótimo!


  9. Suzane Weck Says:

    Ola Sandra ,nos perdemos por um bom tempo né?Vim fazer uma visitinha para matar as saudades e deparei com belíssimos poemas de tua autoria.Adorei todos que pude ler.Parabéns por mais este talento.Bjs,


  10. Will Says:

    Simplesmente lindo!

    nem ouso nenhum outro adjetivo...


Postar um comentário