Sandra Loffreda
Já contei aqui que sou filha de italianos? Não me lembro...

Pois é, eu sou.

Papai se chama Emanuele e mamãe Concetta - parece brincadeira, né? Digna da Grande Família!

Então. Junto com os nomes "estranhos" e o sobrenome com dobradinha (loFFreda), coisa que eles adoram, vieram alguns costumes.

Por exemplo. Depois que entrei na escola que aprendi o nome daquele apetrecho de pegar o molho (molho, porque feijão quase não comíamos): a concha, que eu conhecia por "cupino"; pano de prato era, pra mim, mapinela. E outras coisinhas que nem são o italiano, mas um dialeto da região da qual eles vieram.

Comia macarrão todos os dias. Minhas bochechas são, até hoje, coradas pelo molho de tomates...rs

Vou falar a verdade. Acho que não foram só os tomates que coraram minhas bochechas. Tomei muito vinho na minha vida!

Ahhhh...o vinho!!! Adoro vinho. Não no café da manhã, claro, mas no almoço de domingo, ou numa noite fria como hoje, conversando em volta da mesa e rindo das piadas sem graça que nascem do efeito dessa bebida dos deuses.

Por que todo esse bla, bla, bla? Acho que estou com saudade do meu pai, há quase um mês passeando pela Itália na casa de familiares.

E também, porque pintei duas garrafas de vinho entre ontem e hoje.

Pra que servem? Sei lá. Iam para o lixo e não vão mais. Acho que basta.

Nesse friozinho, te desejo um belo bicchiere di vino!(cálice de vinho)

Bacione,  amores.
 Ah...nem comento mais a qualidade das fotos.
#muitoruim
20 Responses
  1. Muito bom ler seu Blog! Poxa... que coisa boa o seu paipai revendo a família. E a tua mãe não foi?


  2. Any Brasil Says:

    lindo, lindo post,
    trendluxo.blogspot.com


  3. Regina Says:

    Que texto legal Sandra. Quer dizer que fala italiano?
    Eu também adoro vinho, no inverno.
    As garrafas ficaram lindas, mesmo com as fotos pequenininhas dá pra ver.
    um bacio :)


  4. ANGELA Says:

    Ah... Sandra como gosto de te visitar,seu texto sai como prosa,suave e no final ainda tem arte em suas pinturas!Ótimo final de semana!Bjobjo


  5. Eva Says:

    Oi Sandrinha adoro quando vc escreve bastante é uma mestra com as letras, ehehe, e nem parece que é meio italiana, mas sei que quem fala mais alto na tua vida é o coração, então por isso que gosto do que vc escreve, eu sou neta de italianos e uruguaios, quando era criança era uma confusão na minha cabeça,heheh, entendo vc, sua arte é linda eu amo vinho também e adoro vc, um bom dia, bjos enormes.


  6. Eliete Says:

    Ai Sandra que post delicioso que vc fez!!!Seu trabalho é perfeito...ficou lindooo.Que maravilha a viagem de seu pai e rever familiares,tudo de bom!!bjus querida


  7. Profº Bauru Says:

    Oi Sandra, estou retribuindo as últimas visitas que fez lá no meu blog Análise de Textos.
    Sobre seu post, digo que não sou amante de vinhos, mas amo textos bem escritos e que são verdadeiros no que dizem. O seu é assim e os comentários anteriores ao meu confirmam. Adorei ouvir as histórias ... em especial o que falou sobre vocabulário. Como é gostoso lembrar assim de coisas que nos marcaram... Você, pelo que vi no blog, é alguém que guarda muito bem aquilo que toca o coração. Se não em engano, tem um outro post em que fala sobre cantinhos que lembram sua infância. Se não me engano é um onde tem uma colher de pau entre o fogão e a pia da cozinha.
    Enfim, obrigado por mais um texto que foge do convencional, foge do texto quadradinho que se preocupa apenas com técnicas de SEO. Creio que o melhor texto é o que mexe com os leitores e isso você consegue aqui.


  8. Sandra
    Adoro a cultura italiana,sou louca para aprender a falar italiano e também para conhecer a Itália.
    As garrafas ficaram lindas!!
    Beijos.


  9. Ficaram lindas. Assim já não vão para o lixo.
    Bom fim de semana, beijinho


  10. Van e Chris Says:

    Amamos suas garrafas!
    Também temos mania de garrafas vazias... são tão lindas que não dá coragem de jogar fora!..
    Corra lá no blog! Mate sua curiosidade! As fotos dos seus presentinhos já estão lá!
    Beijos!


  11. sandra
    só de você ter salvado as coitadas do lixo, já valeu a pena.elas ficaram lindas,que dom maravilhoso esse de transformar coisas feinhas em obras de arte.
    e quanto ao macarão nem me fale....depois que cheguei aqui engordei um bocado,
    por causa ta tal pastaciuta que tanto adoro, adoro.

    baci


  12. Marion Says:

    Nossa, ficaram liiiiindas. Aliás, tua pintura é muito linda!Arrisco umas pecinhas de Bauernmalerei, mas não faço tanto assim pra fazer rapidinho! Eu aaaamo vinho! Abs. e bom findi! Marion


  13. Buona sera, Sandra!
    Acho que é assim mesmo, não é?
    Quer dizer então que essa bochecha rosada é por causa do vinho?
    Lindas as garrafas pintadas, parabéns!
    Arrivederci...rsrsr
    Lelê


  14. Sandra, com a pintura que você fez nas garrafas não tem como a foto ficar ruim. Trabalho lindo. Parabéns. Um bom final de semana. Beijos.


  15. Oi!!! Sandra,
    Ficaram lindas as garrafas. Alias, bom gosto e criatividade são aptidões que não lhe faltam.
    Bjs e tenha uma linda semana,


  16. JOANA CAMPOS Says:

    Amiga, eu tbém gosto da dobradinha viu? acho chik KKK

    Amiga, Grahm Bell inventou o telefone foi pra usar, faça uma 21 para seu papai ow! rsrsrs

    Adorei sua janela no post debaixo....

    Agora vai lá no bloguito ver a cortininha que fiz, e bata um papinho comigo!

    beijos


  17. Regina Says:

    Parabéns pelo prêmio que ganhou, Sandra.


  18. Oi Sandra, tambem amo vinho, tinto seco de preferencia TANNAT, canelone, tortei, rondeli quer mais o que???? beijoo


  19. Silvia Says:

    Ma che bella iniciativa, essa das garrafas, hein, cara mia?!...


  20. Will Says:

    Que delícia de post,
    Sandrinha, então estão explicadas as bochechas maduras...
    Adorei!


Postar um comentário